sexta-feira, 25 de janeiro de 2013



São Paulo não pode parar.
O Metrô não pode parar.
Então o rapaz
(que estava parado)
acelerou o passo
e pulou na frente do trem
(que não parou).

O rapaz nunca mais trabalhou
e muita gente perdeu a hora.




São Paulo - Vista da Serra da Cantareira

sábado, 12 de janeiro de 2013

COMUNICADO DESIMPORTANTE


Este blogue, antiode, nasceu em dezembro de 2010. Completou, portanto, dois anos de vida no mês passado. Surgido para divulgar meu livro de poemas, não foi tão útil nesta tarefa; mas, por outro lado, abriu para mim um campo gramado de possibilidades. Publiquei crônicas, textos, poemas...: de minha autoria, de amigos e dos grandes das letras e das artes plásticas.

Publicar textos e poemas “clássicos” é fácil e aumenta o número de visualizações, mas não resolve nada, há dúzias de blogues e sites que já fazem isso. Prefiro publicar materiais próprios e de amigos que considero bons (os escritos e o amigos: totalidade é tudo, é totalidade ou nada), se minhas avaliações são furadas é outra história, mas não é o fim da história. Enfim desta história e deste parágrafo: quando tropeçar em textos e poemas pouco conhecidos dos grandes das letras, publicá-los-ei, mas esta não é a prioridade.

Nestes dois anos e um mês este blogue recebeu quase catorze mil visitas e setenta e quatro comentários para as cento e sessenta e nove publicações. Razoável.

E agora a parte menos desimportante deste comunicado desimportante. Nos últimos tempos este blogue estava sendo atualizado semanalmente, sempre nos finais de semana, geralmente aos sábados. Ocorre que este cavaleiro (também de triste figura), resolveu sair para nova aventura, quer “penetrar no reino das palavras” por outra porta, derrubando a porta se necessário. Aprendi que o poema é desemprenhado na luta com palavras. Não sei como se desemprenha um romance, mas sinto minhas entranhas pejadas de literatura. Aprendi que o romance é um mapa da existência, isso é fascinante e atrai. Neste 2013 quero pelejar e velejar pelos arroios do romance. Pode ser que esteja gestando um futuro natimorto, ou um naufrágio. Se for assim, que assim seja, porque, como escreveu Homerinho:

Voltar para o pó
não é difícil.

Difícil
é tirar o pó da casa
diariamente.



É isso. Forte abraço. E um 2013 menos pior para todos.
JC